Orlando – Dias 15, 16 e 17 – 04-06/03/2014 – Ulta, Planet Hollywood, Cirque du Soleil, All-Star Music, Florida Hospital, Florida Mall

In Fevereiro e Março de 2014, Orlando, Viagens by Allinete0 Comments

Muitas coisas em três dias, mas quase nenhuma foto!

No dia 4 acordei não muito bem, com dor na garganta e a tosse aumentando. Aproveitamos para arrumar um pouco as malas, porque no dia seguinte iríamos mudar de hotel e descansar um pouco. Demos só uma fugida no The Loop para tentar ir à Ulta, pois já havíamos tentado duas vezes e estava fechada. Conseguimos dessa vez! Fiquei muito tempo lá dentro, é o paraíso das mulheres vaidosas! Diversas marcas de maquiagem, perfumes, esmaltes, coisas para cabelo, cosméticos em geral. Confesso que mesmo com uma lista de coisas que eu queria, me empolguei um pouco e acabei comprando coisas que eu nem uso muito. A diferença de preço para o Brasil é tão grande nesta área que dá para fazer essas loucuras. Depois de três horas lá dentro, eu tive que ir embora pois estava me sentindo cada vez pior, depois de ficar tanto tempo andando, ao invés de descansar, eu estava piorando. Estava tomando remédios para gripe, resfriado, garganta, etc. Alguns que eu havia levado do Brasil, que eu estava acostumada, e outros que comprei por lá, no Walmart. Mas minha gripe/sinusite/bronquite mal curada de desde o início da viagem estava piorando muito a esta altura.

Voltamos para o hotel, descansamos, nos arrumamos e fomos para Downtown Disney, pois tínhamos reserva para o Planet Hollywood. Faça reserva antes. A fila de espera estava gigante, umas duas horas e quase certo que iríamos acabar não indo se tivéssemos deixado para agendar na hora.

DSC02701

digitalizar0033

Pedimos nossas bebidas, uma entradinha e como prato principal uma lasanha bem diferente, mas que parecia estar bem saborosa, mozinho gostou muito. Eu não conseguir comer nada, estava enjoada e minha garganta estava puxando muito.

DSC02703

DSC02705

DSC02715

DSC02717

DSC02720

Depois de pagarmos fomos conhecer um pouco o restaurante, que é enorme e cheio de referências a filmes. Muito legal!

DSC02722

DSC02724

DSC02731

DSC02732

DSC02735

DSC02737

DSC02739

DSC02741

Começou a chover muito na saída, mas tínhamos reserva para o Cirque du Solei La Nouba. Eu tinha muitas expectativas para este show, achava que eu iria adorar, pois costumo gostar de apresentações assim, mas não. Pode ser porque eu estava muito mal, mas não curti nada. Talvez eu volte algum dia para ver novamente, mas neste dia não gostamos muito. O show do Medieval Times do dia anterior havia sido bem mais divertido.

DSC02743

DSC02746

Voltamos para o hotel e descansamos até a troca de hotel no dia seguinte. Pelo menos tentamos, mas eu passei a noite mal. Fico relutando nestas horas para ir ao hospital, ainda mais ter que ir em outro país.

Mozinho foi fazer o check out sozinho, pois eu nem tinha forças para sair do carro. E descobrimos que nem precisava, era só ir embora, depois, se for o caso, eles descontam do nosso cartão.

Fomos para o Disney’s All-Star Music, na verdade é um grande complexo com três hotéis All-Star enormes, o Music, o Movies e o Sports, mas cada um tem sua recepção, loja, restaurante e piscinas. Tive que me esforçar para o check in, pois nem aguentava falar, com dor, fraca e usando um baldinho de pipoca de souvenir da Disney como baldinho de vômito.. :(

Ganhamos novas magic bands, que eu já havia escolhido as cores no site e fomos para o quarto. É muito parecido com o do Pop Century, nada a acrescentar. Apenas a decoração um pouco diferente. Como ficamos nos quartos mais básicos dos dois, não vimos diferença.

Neste momento, depois de insistência do mozinho e perceber que eu realmente não estava aguentando mais, ele ligou para o seguro do cartão de crédito. É fácil agora dizer que eu deveria ter ido antes ao hospital, mas na hora nós queremos aproveitar e adiar ao máximo a parte chata, as horas perdidas, as mudanças no roteiro, perder muitas coisas que gostaríamos ainda de conhecer.

É muito importante sair do Brasil com um seguro saúde. Nós optamos por fazer o cartão Platinum, precisando apenas comprar as passagens de avião com ele para começar a valer. Mas ligamos antes de viajar para nos informarmos melhor e comunicar a viagem, foi bom, pois nos sentimos mais seguros desta forma.

Estando lá, foi só ligar para o seguro e em português, mozinho já passou todas as informações necessárias e eles indicaram o hospital que deveríamos ir. Quando chegamos ao hospital, o Centra Care – Florida Hospital Urgent Care, eles já haviam recebido um fax com todas as minhas informações e só precisei aguardar. Mozinho ainda respondeu um questionário no computador, mais sobre meu histórico médico, mas não sei se era indispensável. Pensei de ser mais rápido, pois não estava muito cheio e não lembro de ninguém ter sido chamado antes de mim, não marquei o horário certo, mas me pareceu bem mais de uma hora. Fiquei usando uma máscara no rosto, para não contaminar o ambiente (foi opção minha, eles disponibilizavam de graça e ninguém me mandou usar, apenas achei melhor).

Fomos atendidos por uma médica que falava em inglês mesmo, mas nem precisamos falar muito, eu mesma nem conseguia falar nada, apenas apontei para a garganta, estava tossindo muito, nariz entupido, etc. Mozinho só falou mais algumas coisas, como enjôo, dor nos dentes, vômito, etc. O diagnóstico foi sinusite e bronquite aguda. Me passou a receita para um antibiótico e um para tosse (manipulados) e ainda outros dois. Saindo dali já fomos na Walgreens que era bem pertinho. Cheguei a ir lá, já que a receita era no meu nome, mas demorava uns 15min para ficarem prontos. Fiquei esperando no carro, com um potinho com pedacinhos de manga que mozinho comprou para eu tentar comer. Estava tão bonito e gostoso, mas só consegui dois pedacinhos, era muita dor.

Pagamos a conta do hospital, que foi uns 350 dólares e os remédios, que deram 100 dólares. Chegando em casa, só tive que mandar um e-mail com foto das notas fiscais e um formulário que eles mandaram por e-mail para preencher, que depositaram o dinheiro em nossa conta.

Voltamos para o hotel e comecei a tomar os remédios. Impressionante como o antibiótico fez efeito logo. Já tive muitos sintomas a menos e, neste momento, me arrependi de não ter ido antes ao médico. Eu ainda estava mal, mas já consegui comer alguma coisa e acordei um pouco melhor no dia seguinte.

Resolvemos não ir a parque para eu me recuperar mais um pouco, então fomos conhecer o shopping “The Florida Mall”. Estava chegando o Spring Break, que são como mini férias, como as que temos em julho no Brasil, então tudo começa a ficar bem mais cheio. Começamos pelo Food Court, a praça de alimentação, pois já fomos na hora do almoço. Estava lotada, difícil arrumar lugar para sentar, nos lembrou o Norte Shopping, pois tinham muitos brasileiros. Neste lugar já perdemos um pouquinho a “magia Orlando”, o pessoal deixa seu lixo e bandejas sobre as mesas, corre na sua frente para sentar, e não gostamos muito das opções de comida.

Passeamos um pouco pelo shopping, passei um pouco mal, mas deu para curtir um pouco. Conhecemos a loja da M&M’s, muito legal! Todos aqueles chocolatinhos separados por cor, para festas é ótimo! Sabores diferentes, gostosos. A loja é enorme, cheia de produtos da marca, tudo tão bonitinho. Compramos as letras love com M&M’s de uma cor em cada letra. Conhecemos também a Abercrombie & Fitch, que tem roupas muito legais, mas para nós que estamos acima do peso, nada serve…

Compramos nosso Playstation 4 na Game Stop e, mesmo com os vários jogos, câmera e  controle extra, saiu menos da metade do preço daqui do Brasil, absurdo. Ele só chegava uns dias à frente, então teríamos que voltar lá. Fomos também na Sephora, onde comprei mais algumas maquiagens que eu queria, tudo por menos da metade do preço daqui também e ainda na MAC, para alguns batons que, mesmo com o dólar alto e o preço daqui ter caído a pouco tempo, ainda valia muito a pena.

Eu ter ficado doente atrapalhou um pouco toda a viagem, mas ainda assim deu para nos divertirmos muito mesmo. Algumas vezes eu não queria filmar, me arrumar direito, esquecia de fotografar, tinha que sentar para descansar. Tivemos que tirar do roteiro alguns parque aquáticos, trocar dias, chegar mais tarde nos parques para dormir mais, sair mais cedo por conta do frio. Ficar doente e o cansaço, além da impressão de que não pode perder tempo, abalaram um pouco, mas não estragaram nossa diversão e emoção por estarmos lá!

Voltamos depois para o hotel, para descansarmos para o dia seguinte, Busch Gardens!

Deixe um comentário!